sábado, 16 de abril de 2016

Artigo: A democracia é a mãe da própria existência

Por Moiséis Rocha Britto
O maior de todos os seres, DEUS, de forma muito democrática e aberta criou o homem à sua imagem e semelhança, no jardim do Éden lhe facultou o livre arbítrio, a liberdade de escolher e optar, estabelecendo aí a Democracia Dividida que passou a surgir desde a sua concepção estabelecida, de querer ou não criar o homem.  Decidiu Deus por criar o homem com todas suas perfeições e pureza, contudo, não lhe furtou o direito de concedê-lo a prerrogativa democrática de poder escolher o caminho a seguir, apesar do pleno conhecimento já do futuro do homem, graças a sua onisciência, onipresença e onipotência. Com essa atitude, jamais poderemos desprezar o ensinamento divino de que a democracia é a própria essência da existência, vez que, se não existisse a democracia, não existiria a liberdade, e, por conseguinte a vida. Leia mais...

0 comentários:

Postar um comentário