sexta-feira, 29 de abril de 2016

Mais de 1.700 vigilantes de escolas estaduais serão demitidos

Foto:Acorda Cidade
Um grupo de trabalhadores realizou uma caminhada nesta sexta-feira, 29, em Salvador. O ato foi feito por funcionários de uma empresa terceirizada pelo estado. Eles questionam a demissão de 1.736 vigilantes que atuam nas escolas estaduais, segundo os manifestantes. O protesto foi organizado pela Associação de Segurança Patrimoniais da Bahia (Aspap), que informou que recebeu o aviso prévio de que 1.736 vigilantes. "Isso é um descaso, porque a Secretaria de Educação contratou a terceirizada, no qual prestamos serviços. Por isso, nós não aceitamos que pais de família possam pagar por um erro operacional de governo. Estão enxugando a folha, prejudicando os trabalhadores", disse o presidente da Aspap, Jaguar Passos. A reportagem do Portal A TARDE entrou em contato com a Secretaria de Educação, que ainda não emitiu posicionamento.

0 comentários:

Postar um comentário