segunda-feira, 18 de abril de 2016

Presidente diz que haverá "um outro governo" caso vença no Senado

Presidente fez anuncio oficial na tarde dessa segunda-feira
Injustiçada e indignada. Foi assim que a presidente Dilma Rousseff resumiu seus sentimentos no fim da tarde desta segunda-feira (18), menos de um dia depois de a Câmara dos Deputados aprovar a admissibilidade do seu processo de impeachment. "Tenho ânimo, força e coragem suficiente. Não vou me abater. Vou continuar lutando como fiz ao longo de toda a minha vida. Não vão matar em mim a esperança", disse. "Agora enfrento também um golpe de Estado". Em entrevista coletiva nesta segunda-feira (18), no Palácio do Planalto, a presidente Dilma Rousseff disse ainda que fará mudanças na política econômica, no caso de barrar o seu processo de afastamento. "Será necessário um grande rearranjo do governo. Teremos um outro governo, um novo caminho." Dilma classificou o processo de impeachment na Câmara de "terceiro turno" e, agora no Senado, de "quarto turno". Depois disso é que pretende fazer mudanças na economia, que não quis antecipar quais serão. A presidente disse esperar também que medidas já enviadas por seu governo para dinamizar a economia sejam votadas pelos deputados e senadores. "Espero que o Congresso não fique parado." *Com informações do Uol

1 comentários:

Alessandro Bastos disse...

E isso mesmo presidenta vamos mostrar a esses corruptos quem manda.

Postar um comentário