terça-feira, 17 de maio de 2016

Funcionários do Samu de Itabuna aderem à greve dos servidores municipais

Apenas 30% dos funcionários está trabalhando
Funcionários do Samu-192 aderiram à greve em apoio aos servidores municipais de Itabuna. Embora essa decisão tenha sido tomada desde a semana passada, somente agora a informação veio à tona. Como determina a Justiça, o Samu mantém os 30% do efetivo trabalhando, que equivale a apenas uma viatura Avançada e uma motolância. Segundo os grevistas, atendimento só em casos considerados gravíssimos, como acidentes ou vítimas de tiros e facadas. A paralisação também se estende ao atendimento dos casos clínicos.Quando o paciente passa mal em casa ou na rua e solicita a presença dos socorristas, por exemplo. A exceção é apenas para os casos relacionados à parada- cadiorrespiratória ou infartos.E em meio à greve do Samu, o município continua registrando tiroteios em bairros distintos. Na tarde de ontem (16), um adolescente de 16 anos foi avo de um atentado no bairro Pedro Jerônimo. O garoto foi alvejado por três tiros – boca e costas. 

0 comentários:

Postar um comentário