segunda-feira, 16 de maio de 2016

Itabuna: Advogado é preso suspeito de integrar quadrilha de tráfico do RJ

Anderson de Sá foi preso em casa (Foto:Reprodução/TV Santa Cruz)
Um advogado de 43 anos foi preso em Itabuna, sul da Bahia, na manhã de segunda-feira (16), em cumprimento a mandado de prisão expedido pela Justiça do Rio de Janeiro, suspeito de tráfico, associação ao tráfico e lavagem de dinheiro. A prisão faz parte da "Operação Capitania", deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) do Rio, que deve cumprir 21 mandados de prisão. Anderson Sá de Oliveira atua como advogado criminalista em Itabuna e não tinha passagem pela polícia. Ele foi preso em casa, no centro da cidade e, segundo a polícia, não resistiu à prisão. O advogado vai ser levado para uma cela especial no presídio de Itabuna, enquanto aguarda transferência para o Rio de Janeiro, onde será interrogado. Um representante da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) acompanhou a operação. Segundo o Ministério Público na Bahia, que deu apoio à ação em Itabuna, o advogado é suspeito de integrar um grupo criminoso liderado por Luiz Carlos Gomes Jardim, conhecido por “Luiz Queimado”, que chefia o tráfico em ao menos 12 comunidades da Região Metropolitana do Rio. Luiz Carlos chegou a ser preso e cumprir parte da pena no Presídio Federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte, mas conseguiu o benefício da prisão domiciliar em Itabuna, na Bahia, depois que descobriu ter câncer. Mesmo sob esta condição, continuou a receber dinheiro da venda de drogas, repassado por seus comandados. Durante a Operação Capitania, também estão sendo cumpridos 40 mandados de busca e apreensão. *Com informações do G1

0 comentários:

Postar um comentário