quarta-feira, 18 de maio de 2016

Prefeito de Itagibá corta bolsas de 200 universitários

Prefeito Marcos Barreto (Foto:Divulgação)
O prefeito Marquinhos (PCdoB) vive dias difíceis em sua administração, em especial no ano político. O gestor municipal, provável candidato a reeleição, suspendeu a parceria que tinha com a Faculdade IESI (Instituto Educacional Salvador Itagibá) prejudicando 200 estudantes de baixa renda que eram beneficiados com bolsas que cobriam a metade do valor mensal pago pelos alunos. A decisão foi confirmada na semana passada numa reunião entre representantes da prefeitura e do IESI. O débito da prefeitura com a faculdade que aplica os cursos em duas unidades de ensino (uma em Itagibá e outra no distrito do Japomerim) é de R$ 100 mil. A prefeitura não honrava com os compromissos há cinco meses. As informações foram confirmadas na noite dessa quarta-feira (18) pela reportagem do GIRO. “Quando recebemos essa notícia ficamos muito tristes. Muitos colegas nossos disseram que terão que desistir pois não tem condições de bancar o curso sozinho. É uma pena ter que abandonar um sonho desse jeito”, lamentou uma estudante de Administração. 

Segundo nossa reportagem apurou, o governo municipal atribui a decisão ao fato da Mirabela Mineração interromper suas atividades no município e não realizar os repasses dos impostos (ICMS e CEFEM). No entanto, a maioria dos estudantes e moradores do município culpa a falta de uma administração consciente no município de Itagibá. “Quem é que não sabia que uma hora o dinheiro ia acabar. Gastaram tanto nas festas de São João trazendo artistas como Paula Fernandes e Victor & Léo, pagando absurdos e o povo precisando de investimento em outras áreas. Agora tá aí, o município faliu”, disse outro estudante. A dívida com a Faculdade não é a única. Segundo a nossa reportagem apurou, o governo municipal deve a muitos fornecedores. Recentemente, os garis fizeram uma greve cobrando os seus vencimentos que são honrados por uma empresa terceirizada, que alegou que não estava recebendo os repasses do município. A nossa reportagem tentou ouvir o prefeito Marquinhos, mas o mesmo não foi localizado. (Giro em Ipiaú)

0 comentários:

Postar um comentário