quinta-feira, 2 de junho de 2016

'Acabei em seis meses', revela homem que ganhou R$ 2 milhões na loteria

Jesus Silva da Fonseca, de 69 anos, vende bilhetes todos os dias em Macapá (Foto: John Pacheco/G1)
O vendedor Jesus Silva da Fonseca, de 69 anos, já foi um dos brasileiros mais sortudos das últimas décadas. Em 1983, ele ganhou na loteria um prêmio equivalente a R$ 2 milhões, e o bilhete premiado saiu de um dos bilhetes que ele vendia em frente a bancos e lojas de Macapá. Só que ao invés de investir o dinheiro, ou fazer uma poupança para o futuro, Jesus seguiu por outro caminho. O dinheiro do então milionário foi gasto em festas, viagens e com mulheres. Em seis meses, tudo havia acabado. Hoje, o vendedor está com a saúde debilitada e diz que se arrepende da atitude. Tudo começou no dia 13 de fevereiro de 1983. O sortudo estava em um bar no centro de Macapá com nove bilhetes que não tinham sido vendidos no dia, e resolveu comprá-los para prestar contas com o patrão. Em um dos nove bilhetes estavam os números do grande prêmio da loteria federal.  A emoção foi grande. O vendedor foi na agência bancária retirar o dinheiro, que foi colocado em cinco caixas de leite vazias. O gerente do banco, na ocasião, o aconselhou a aplicar a quantia na poupança, o que teria tornado Jesus bilionário em poucos anos. Mas o vendedor não deu ouvidos aos conselhos do gerente. "Queria ser bilionário não, queria meu dinheiro. Disse que queria falando que iria comprar três fazendas", disse Jesus ao G1 Amapá. Separado da primeira mulher, Jesus saiu da casa que morava com ela e com dois filhos e foi curtir a vida. "Fretei avião nove vezes para rodar em cidades do país, gastando dinheiro e fazendo banquete, sempre com muitas mulheres", relembra. O vendedor fretou muitos voos por cidades brasileiras e ainda saiu em busca da ex-chacrete Rita Cadillac. Leia mais...

0 comentários:

Postar um comentário