terça-feira, 28 de junho de 2016

Adolescente muda história e inocenta Jobson de estupro

Jobson está preso desde o dia 23 de junho. (Foto:Reprodução)
Uma das quatro adolescentes que teria sido estuprada pelo atacante Jobson voltou atrás e disse em depoimento à polícia que não teve relações sexuais com ninguém que estava no local do incidente. Porém, duas das meninas envolvidas no caso passaram por exames e a conjunção carnal foi comprovada. Anteriormente, as outras duas jovens afirmaram que a relação foi consentida por elas, embora estivessem sob o efeito de entorpecentes e bebidas alcoólicas. Jobson está preso desde a última quinta-feira, 23, quando foi detido na própria chácara, no estado do Tocantis. Lucas Espíndola, de 20 anos, e Gilvan de Miranda Alves, de 29 anos, e os outros dois rapazes envolvidos no caso também foram presos. Nascido na cidade paraense, o jogador atualmente está sem clube e passou por Brasiliense, Botafogo, Atlético-MG, Bahia, Barueri, São Caetano, Jeju United - da Coreia do Sul - e Al-Ittihad - da Arábia Saudita. Os problemas envolvendo Jobson já eram conhecidos pelo torcedor desde a época em que ele defendia o Botafogo, quando foi flagrado no exame antidoping durante o Campeonato Brasileiro de 2009 por uso de cocaína.

0 comentários:

Postar um comentário