segunda-feira, 27 de junho de 2016

Garoto de 12 anos morto por Guarda Civil em São Paulo era da Bahia

Foto:Reprodução/Facebook
Um adolescente de 12 anos foi morto por um GCM (Guarda Civil Metropolitana) na noite deste sábado (25) na zona leste de São Paulo. Guardas-civis realizavam ronda na região de Cidade Tiradentes quando alguns motoqueiros se aproximaram e disseram que haviam sido assaltados por dois homens que estavam em um Chevette prata. Os guardas localizaram o carro e começaram a perseguição. Segundo a polícia, os ocupantes do veículo efetuaram disparos contra os guardas, que revidaram. Na perseguição, o carro da GCM bateu em outro veículo. Um dos tiros atingiu o adolescente Waldik Gabriel Silva Chagas, que estava no banco de trás do carro. Na rua Regresso Feliz, por volta das 22h30, os criminosos abandonaram o carro, com o adolescente ferido, e fugiram a pé. A mãe conta que o filho nunca foi detido pela polícia, mas de um ano para cá começou a "dar problema" e tinha se envolvido em pequenos assaltos. "O pessoal falava que ele estava andando com um pessoal errado, mas meu filho não era marginal. Quero justiça, mataram meu filho".O menino nasceu em Brumado, na Bahia, cidade natal da mãe, que mora há 27 anos em São Paulo. Quando estava grávida, ela voltou para a Bahia e, quando Waldik tinha 8 meses, ela retornou para São Paulo. *Informações da Folha de São Paulo.

0 comentários:

Postar um comentário