quinta-feira, 30 de junho de 2016

Isaquias Queiroz muda de ideia e vai brigar por 3 medalhas na Olimpíada

O baiano natural de Ubaitaba é promessa de medalhas nas Olimpíadas do Rio.
Isaquias Queiroz terá a oportunidade de se tornar o primeiro brasileiro a ganhar mais de duas medalhas em uma mesma edição dos Jogos Olímpicos. O baiano, natural de Ubaitaba, de apenas 22 anos, foi convocado para disputar três provas de canoagem velocidade no Rio-2016, todas na canoa: C1 1.000m, C1 200m e C2 1.000m. Nesta última, terá como companheiro Erlon de Souza, de 25 anos, também baiano. Juntos eles ganharam a prova no Mundial do ano passado, em Milão. A decisão por colocar Isaquias nas três provas tirou da Olimpíada os outros dois integrantes da seleção de canoa: Ronilson Oliveira e Nivalter de Jesus. Ronilson foi o parceiro de Erlon no C2 1.000m nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, enquanto Nivalter foi quinto colocado no C1 200m no Mundial de 2013, a 0s14 do bronze. Para o Mundial de 2015, entretanto, o técnico espanhol Jesus Morlán optou por mudar a formação da equipe, visando a obtenção de mais vagas olímpicas. Escalou Isaquias no C1 200m e no C2 1.000m, deixando Nivalter no C1 1.00m. Antes do Mundial, em agosto do ano passado, Isaquias disse com todas as letras: "No Rio, eu não vou remar C1 200, vou remar somente C1 1.000”. O bronze no C1 200m e o ouro no C1 1.000m no Mundial, entretanto, fizeram crescer a pressão para que ele disputasse ambas as provas no Rio-2016. Isso sem excluir o C1 1.000m, especialidade do baiano. Pesou a favor de Isaquias o fato de que as três provas masculinas da canoa no Rio-2016, com eliminatórias e finais, serão realizadas em seis dias diferentes. Primeiro o C1 1.000m, depois o C1 200m, depois o C2 1.000m. * Portal IG

0 comentários:

Postar um comentário