terça-feira, 14 de junho de 2016

MST ocupa fábrica de celulose no sul da Bahia em protesto contra o governo Temer

Integrantes do MST ocupam fábrica da Suzano no extremo sul da Bahia (Foto: Sulbahianews)
Cerca de 1.450 integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ocupam desde a madrugada desta segunda-feira (13) a fábrica da Suzano Papel e Celulose, localizada no município de Mucuri, na região do extremo sul da Bahia. O ato na fabrica, uma das maiores de celulose do país, ocorre em protesto contra o governo de Michel Temer, contra os impactos ambientais causados pela fábrica na região e em defesa da reforma agrária. De acordo com o dirigente estadual do movimento, Paulo César, uma área de plantação da Suzano no município vizinho de Caravelas, denominada Fazenda Mato Verde, também foi ocupada por cerca de 220 pessoas, durante a madrugada. A  expansão da fábrica no município de Mucuri foi anunciada no início do mês, com previsão de investimento na ordem de R$ 700 milhões. O projeto inclui a ampliação e modernização de setores já existentes e a implantação de uma nova linha de produção para papel tissue (para fins sanitários). *Informações do G1

1 comentários:

Delizon Carvalho Moreira disse...

O mais engraçado é que essa tropa de vagabundos só viram o impacto ambiental agora. Com Dilma eles não viram nada. Só muita porrada nesses vagabundos e ladrões.

Postar um comentário