quarta-feira, 8 de junho de 2016

Prefeitura de Ipiaú ganha nota zero em transparência pela segunda vez consecutiva

Foto:Giro em Ipiaú
A prefeitura de Ipiaú não conseguiu evoluir o nível no ranking nacional de transparência e pela segunda vez consecutiva recebeu nota zero do Ministério Público Federal, mesma nota recebida em dezembro do ano passado. Na ocasião, o prefeito Deraldino Araújo (PMDB) disse em entrevista ao Bahia Notícias, atribuiu a culpa a sua equipe. "Nós temos todos os sistemas para lançamento dos processos, Diário Oficial, mas foi uma negligência do pessoal [que trabalha comigo]”, disse no ano passado. Nos casos de pontuação zerada, a pesquisa do MPF identificou falhas graves na chamada transparência passiva do município, como a total ausência de um portal da transparência na internet, omissão de informações ou ausência de outros tipos de prestações de contas. O Ministério Público Federal atualizou o ranking nacional da transparência nesta quarta-feira (08), onde aponta os municípios e estados que tiveram avanços ou retrocesso no cumprimento da lei de acesso à informação do ano passado para cá. Segundo o estudo, em um cenário geral, o nível de transparência de estados e municípios brasileiros aumentou cerca de 31% em seis meses, a partir da atuação coordenada do MPF em todo o país. Foram avaliados portais de 5.567 municípios, 26 estados e o Distrito Federal. O Índice Nacional de Transparência subiu de 3,92, em 2015, para 5,15, em 2016. A promotoria ressalta que estados e municípios que ainda descumprem as leis de transparência serão acionados judicialmente. Na Bahia, além de Ipiaú, outras 34 prefeituras receberam a pior nota possível. Além do município ipiauense, na região, apenas Gongogi aparece na lista. (Giro em Ipiaú)

1 comentários:

Eduardo Farias disse...

Cadê os vereadores que não cumprem o seu papel de fiscalizar o executivo ??? Cadê ?

Postar um comentário