segunda-feira, 20 de junho de 2016

Polícia tenta prender grupo que resgatou traficante em hospital no RJ

Nícolas Labre Pereira de Jesus, o Fat Family, durante internação no Souza Aguiar (Foto: Reprodução/TV Globo)
A Polícia Militar faz operações pelo Rio e pela Região Metropolitana, desde as 6h desta segunda-feira (20), para encontrar os envolvidos no resgate do traficante Fat Family do Hospital Municipal Souza Aguiar, que ocorreu no domingo (19). A PM também pretende encontrar criminosos que vêm praticando roubos e latrocínios pelo estado. Mais de 20 batalhões da Polícia Militar participam das ações em diversas comunidades. Até a publicação desta reportagem, não havia informações sobre pessoas detidas.  O diretor das Delegacias de Homicídio, Rivaldo Barbosa, disse que dois suspeitos da invasão ao Hospital Souza Aguiar, no Centro do Rio, já foram identificados. A polícia está analisando as imagens das câmeras de segurança do hospital para tentar identificar o restante do grupo.A ação de resgate de Nícolas Labre Pereira de Jesus, conhecido como Fat Family, teve tiroteio dentro do hospital e deixou um morto – um vigilante que foi ao hospital como paciente – e dois feridos – um técnico de enfermagem, que está em estado grave, e um PM, que passou por cirurgia no domingo. Criminosos ainda atiraram um artefato explosivo, similar a uma bomba caseira, contra a polícia. Segundo informações da PM, o grupo tinha aproximadamente 25 homens e chegou ao hospital numa ação cinematográfica: em quatro motos e cinco carros e armados com fuzis, pistolas e explosivos. *Informações do G1

0 comentários:

Postar um comentário