sexta-feira, 24 de junho de 2016

Preço do vanádio se recupera e anima mineradora em Maracás

A exploração do minério teve início em maio de 2014. (Foto:Divulgação)
Os preços internacionais do vanádio caíram nos últimos tempos, assim como os de outras matérias-primas, alcançando um mínimo de 2,40 dólares em dezembro de 2015. Mas, cinco meses depois, recuperaram 60% do valor, o que dá uma esperança adicional à Largo Resources, que produz o metal no interior da Bahia, por meio da subsidiária Vanádio de Maracás. Inaugurada em maio de 2014, a Vanádio de Maracás S/A possui o maior teor do metal em todo o mundo. A planta baiana, que teve investimentos de R$ 555 milhões, possui capacidade para produzir até nove mil toneladas por ano de pentóxido de vanádio. A matéria prima é utilizada, principalmente, em indústrias de aços especiais nas áreas de óleo e gás, materiais cirúrgicos, turbinas eólicas e ferrovias de alta velocidade. A produção é exportada para mercados da Europa, Estados Unidos, Coréia do Sul e Japão. *Informações do site Notícias de Mineração.

0 comentários:

Postar um comentário