quinta-feira, 9 de junho de 2016

Seca prolongada estende danos pelo interior baiano

Foto:Miriam Hermes | Ag. A TARDE
A maior seca das últimas décadas, que vem se agravando há alguns anos por influência do fenômeno El Niño, tem refletido na vida de, pelo menos, 1,7 milhões de baianos que moram nos 147 municípios que decretaram emergência. Medidas como o racionamento da água tratada afetam diversos municípios. Em alguns, como Itabuna, desde meados de 2015. A estiagem prolongada, que já prejudica os moradores do semiárido, está se estendendo para outras região, deixando moradores sem água para consumo e reduzindo a produção agropecuária. No entanto, a diminuição das chuvas na última temporada, que normalmente vai de outubro a março na região oeste, também provocou mudanças no ritmo da produção irrigada. A Associação dos Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) divulgou, nesta quarta-feira, 8, que a partir de julho será suspensa a produção em mais da metade da área que possui sistema de irrigação no cerrado baiano. Na prática, dos 120 mil hectares da última safra, cerca de 72 mil ficarão com os equipamentos desligados até o mês de outubro, quando é esperado o período chuvoso. *Conteúdo A Tarde

0 comentários:

Postar um comentário

Comentário(s) pelo facebook: