segunda-feira, 11 de julho de 2016

Jequié: Troca de empresa de lixo compromete coleta na cidade

Lixo acumulado nas portas da casas atraiu animais. (Fotos:Reprodução/Jequié Repórter)
Com a justificativa de que irá em um novo contrato reduzir os valores gastos mensalmente com as atividades com a limpeza pública de Jequié, a Prefeitura está fazendo o distrato com a empresa Torre, que executava o serviço desde 2013, para trazer de volta a empresa Locar, que foi responsável pela limpeza da cidade, até esse mesmo ano. No campo político, é sabido que a empresa Torre, que tem como sócia proprietária  Soraya Machado Torres dos Santos, esposa do deputado federal Roberto Britto (PP), ascendeu ao “olho do furacão” a partir do momento que o vice-prefeito Sérgio Suzarte Almeida (PSB), assumiu o cargo de prefeito, por força do afastamento pela Justiça, da prefeita Tânia Britto (PP). O contrato da Torre com a Prefeitura de Jequié foi nos últimos dois anos um dos alvos principais das denúncias e críticas do grupo de vereadores que apoia o prefeito em exercício e o cancelamento do contrato com a empresa sempre foi considerada prioridade para a nova gestão
No sábado, 9, funcionários da Torre bloquearam o acesso das caçambas no aterro sanitário.
Durante o processo de substituição das empresas, a coleta do lixo da cidade se mantem irregular acumulando sacos de resíduos nas portas das casas e nas ruas. Foram designados, em sistema de contratação emergencial, algumas caçambas particulares para recolhimento do lixo em absoluta condição de precariedade. A expectativa é que a situação comece a ser normalizada a partir desta segunda, 11. Na manhã de sábado (9), um grupo de funcionários remanescentes da Torre se posicionou em frente a entrada de acesso ao aterro sanitário impedindo que as caçambas despejassem o lixo recolhido no local. *Informações do Jequié Repórter

0 comentários:

Postar um comentário