sexta-feira, 1 de julho de 2016

Universitário foi morto por tiro acidental de amigo em Barreiras

Universitário pode ter sido morto durante uma brincadeira. (Foto:Reprodução)
O universitário Carlson Calmon Correia, 22 anos, foi morto por um tiro disparado acidentalmente por um amigo dentro da casa em que os dois moravam no bairro JK, em Barreiras, no oeste da Bahia, e não em um latrocínio, segundo informou ao G1 nesta sexta-feira (1º) o delegado titular do município, Joaquim Rodrigues, que iniciou as investigações do crime. De acordo com o delegado, o autor do disparo tem 19 anos e também é estudante. Ele confessou ter baleado o jovem em depoimento prestado à polícia na quinta-feira (30). O rapaz foi ouvido e liberado. "Ele [amigo que fez o disparo] era muito amigo de Carlson, como um irmão", declarou o Joaquim Rodrigues. A arma usada no crime, um revólver calibre 32, pertence a outro amigo de Carlson, que mora em Brasília, mas está passando uns dias em Barreiras. O rapaz entregou a arma à polícia e disse que a comprou no intuito de se defender de alguma situação que colocasse em risco a segurança dele, informou o delegado Joaquim. O jovem também foi ouvido e liberado. Os dois rapazes foram ouvidos pelos delegados Joaquim Rodrigues, titular da cidade, Marineide Pires, da Delegacia de Homicídios e Rivaldo Luz, coordenador da Polícia Civil em Barreiras. O caso será conduzido agora pela Delegacia de Homicídios. A titular da unidade, Marineide Pires, informou ao G1 que ainda serão ouvidas outras testemunhas e colhida provas periciais. Vamos averiguar se é caso de pedir a prisão deles. Eles invetaram a história por desespero", disse. Leia mais>>>

0 comentários:

Postar um comentário