sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Abertura é o maior desafio de segurança e mobilidade dos Jogos Olimpicos no Rio

Abertura acontece nessa sexta-feira (05).
O Rio tem nesta sexta-feira (5) o maior desafio de segurança e mobilidade na Olimpíada: transportar os 45 chefes de Estado do antigo Palácio do Itamaraty, no Centro do Rio, e levá-los ao estádio do Maracanã, onde às 20h está prevista para começar a cerimônia de abertura da 31ª edição dos Jogos Olímpicos - a primeira da história na América do Sul. Um forte esquema de segurança foi montado para a solenidade de abertura, para garantir a segurança de autoridades como o presidente francês, François Hollande, o secretário de Estado americano, John Kerry, e o presidente em exercício do Brasil, Michel Temer. A cerimônia de abertura deve receber 80 mil pessoas - sendo mais de 11 mil atletas - no Estádio Jornalista Mário Filho, o Maracanã. Nesta sexta e nos próximos 16 dias do evento, o Centro Integrado de Comando e Controle Regional, no Centro, servirá como coração da segurança da Rio 2016.

Ameaças de terrorismo
A ameaça de terrorismo é apenas uma das dificuldades consideradas para garantir a segurança dos Jogos. Os recentes atentados em diversas partes do mundo, como em Nice, Istambul e Frankfurt, deixaram os setores de segurança ainda mais atentos. As recentes prisões de suspeitos de terrorismo foram levadas em conta, mas o alerta no Centro Integrado de Comando e Controle continua no nível amarelo, o segundo em uma escala de quatro níveis, que ainda possui as cores laranja e vermelho, alerta máximo.

0 comentários:

Postar um comentário