sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Brasil: Ex-policial suspeito de matar ex-esposa morre após perseguição

Foto:Reprodução
O ex-policial de 67 anos suspeito de ter assassinado na noite de quarta-feira (3) a ex-mulher de 40 anos em Joinville, no Norte catarinense, morreu na manhã desta sexta-feira (5). Segundo a Polícia Civil, Homero Antunes atirou contra si mesmo após uma perseguição na BR-101. De acordo com o delegado Dirceu Augusto Silveira Junior, a polícia identificou por volta das 12h desta sexta o veículo do suspeito, um JAC J3 de cor branca, ao passar no posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Garuva. Os policiais foram abordar o motorista, que fugiu. Guarnições perseguiram o veículo.Próximo ao posto da PRF Pirabeiraba, em Joinville, onde outra guarnição fazia uma barreira para capturá-lo, o ex-policial parou o veículo e atirou contra a própria cabeça. Segundo o delegado Silveira, Homero foi encaminhado imediatamente para atendimento médico, ainda com vida. De acordo com a assessoria de imprensa do Hospital Municipal São José, em Joinville, o homem chegou ao local com o helicóptero Águia e foi levado pela emergência, mas morreu pouca antes das 13h. Conforme o delegado, não há dúvidas que o homem foi o autor do homicídio. "Ele praticou o feminicídio. Temos certeza da autoria e não há mais investigações a serem feitas", disse o delegado. Ele era foragido do Paraná.

Homicídio
O caso foi registrado pela PM às 19h20 de quarta-feira na casa da vítima, no bairro Paranaguamirim. O filho da mulher também presenciou o crime. Ele e o namorado da mãe informaram à PM que o ex-policial foi o autor do crime. Tânia Aguilar era professora da rede estadual de ensino. De acordo com a PM, o homem teria atirado três vezes e Tânia morreu no local. Depois do crime, fugiu em um carro JAC J3 de cor branca.

0 comentários:

Postar um comentário