quinta-feira, 11 de agosto de 2016

STJ manda soltar boxeador marroquino preso por tentativa de estupro

O boxeador Hassan Saada posa após treino no Riocentro, em foto de 1º de agosto (Foto: Yuri Cortez/AFP)
O ministro Rogerio Schietti Cruz, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), concedeu liminar para colocar em liberdade o boxeador Hassan Saada, da delegação do Marrocos nos Jogos Rio 2016. O atleta está preso desde o dia 4 de agosto pela suspeita de tentar estuprar duas camareiras na Vila Olímpica. Segundo o site do STJ, a decisão do ministro impõe ao marroquino uma série de medidas cautelares diversas da prisão: ele não poderá frequentar a Vila Olímpica nem se aproximar das supostas vítimas ou das testemunhas do caso, não poderá deixar o Rio de Janeiro sem autorização judicial e terá de entregar o passaporte. As camareiras disseram à polícia que a tentativa de estupro ocorreu no dia 2, quando faziam a limpeza no alojamento da delegação marroquina na Vila Olímpica. Ao decretar a prisão temporária do boxeador, a juíza de primeiro grau afirmou que ele poderia interferir nas investigações e que outras funcionárias da vila correriam o mesmo risco. Disse ainda que o atleta poderia deixar o Brasil e frustrar eventual aplicação da lei penal. *G1

0 comentários:

Postar um comentário