terça-feira, 2 de agosto de 2016

Produtores de leite do Sul da Bahia lamentam prejuízos por causa do alto custo de produção

Foto:Reprodução
Apesar da alta que tem sido registrada no preço final do leite ao consumidor em todo o país, os valores atuais não cobrem os elevados custos da produção e tem deixado muitos produtores amargando prejuízos. De acordo com a Associação dos Agropecuaristas do Sul da Bahia (ADASB), a prolongada estiagem aliada aos elevados preços dos insumos tem levado a perdas na produção leiteira da região. “O custo de produção tem dobrado, principalmente por causa das pastagens que foram prejudicadas por conta da estiagem prolongada. Além disso, muitos produtores abandonaram a atividade por ser desprivilegiada nos preços”, explica o presidente Elder Fontes. Por conta dos fatores climáticos, reforça ele, muitos produtores perderam dezenas vacas em lactação ou mesmo tiveram que se desfazer para não deixar o rebanho morrer de fome e sede. Como resultado, acentuada escassez de leite no mercado, que terminou forçando a alta no preço do leite ao consumidor. De acordo com boletim do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (CEPEA leite /ESALQ-USP), a oferta de leite foi limitada de forma significativa em várias regiões do país. A maior queda na captação foi registrada em Minas Gerais (8,8%), seguido do Paraná (7,66%), São Paulo (7,43%) e Bahia (6,25%). *Pimenta

0 comentários:

Postar um comentário