quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Sessão na Câmara de Jitaúna acaba em discussão e briga

Sessão foi marcada por confusões. (Fotos:Jitaúna em Dia)
A sessão extraordinária da Câmara de Jitaúna realizada no final da tarde de terça-feira (24/08), quando os vereadores pediriam o afastamento da presidente em exercício Rúbia Cristina (PT), ocorreu de forma jamais esperada e se transformou em um verdadeiro palco de xingamentos e agressões. Segundo o blog Jitaúna em Dia, a sessão teve início ás 19h. Conforme a publicação do blog, a presidente abriu a sessão e não franqueou a palavra para os seus colegas, deixando-os a esperar uma posição. Após quase uma hora sem questionamentos os participantes iniciaram protestos sendo preciso a intervenção da Policia Militar para conter os ânimos dos mais exaltados.
Salão foi ocupado por moradores que foram obrigados a sair do local.
Por questões de segurança a PM pediu que todos deixassem o salão para que a sessão continuasse. "Com apenas a presença dos edis, a sessão teve inicio e após calorosas discussões a presidente da Câmara pediu para que um funcionário da prefeitura desligasse o som. O vereador Neres Costa (PSL) resolveu ligar o som foi quando o esposo da presidente Rúbia golpeou o vereador com um soco na barriga. Após a confusão Magno Rocha se desequilibrou e caiu sobre uma porta sofrendo um corte no braço sendo preciso conduzi-lo ao hospital da cidade onde o mesmo foi atendido e liberado", relata o blog. Como o vereador Neres, também é policial militar, ele foi acompanhado pela Policia para o Complexo Policial onde o mesmo prestou queixa contra o sargento Magno que segundo o vereador estava armado no salão da Câmara. Após as confusões, a sessão foi adiada. 

0 comentários:

Postar um comentário