terça-feira, 13 de setembro de 2016

35% dos prefeitos baianos de primeiro mandato desistem da reeleição

Tico, prefeito de Aiquara é um dos que não saiu para a reeleição.
A crise política e econômica pela qual passa o Brasil e a dificuldade em cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) são fatores que levaram número elevado de prefeitos que estão no primeiro mandato a desistirem de concorrer à reeleição.  Na Bahia, 109 dos 307 prefeitos aptos,  o equivalente a 35% desses  gestores desistiram de participar do pleito em 2016.  O prefeito de Aiquara, Oséas Rebouças é um dos que não saiu para a reeleição. Além de ter as contas rejeitadas pelo TCM e Câmara de Vereadores, o prefeito luta contra uma alta taxa de rejeição da comunidade que critica a forma como ele administra o município. 

0 comentários:

Postar um comentário