terça-feira, 6 de setembro de 2016

Anvisa libera teste rápido para a chikungunya criado pela Bahiafarma

Teste foi desenvolvido pela Bahiafarma (Foto:Divulgação)
Um teste rápido, barato e prático para detectar febre chikungunya obteve nesta segunda-feira, 5, registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Desenvolvido pela Fundação Baiana de Pesquisa Científica e Desenvolvimento Tecnológico, Fornecimento e Distribuição de Medicamentos (Bahiafarma), laboratório público do estado, o teste já está liberado para produção e distribuição. Em 2016, 46.778 casos suspeitos da doença foram notificados na Bahia. De acordo com o secretário da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), Fábio Vilas-Boas, até dezembro, o SUS poderá identificar  as três principais arboviroses que acometem o país: zika, chikungunya e dengue. Com uma ou duas gotas de sangue, soro ou plasma do paciente, é gerada uma reação  capaz de detectar a doença com 95% de precisão em 20 minutos. Além disso, o  teste pode ser feito nos primeiros dias de infecção, o que auxilia no diagnóstico rápido da enfermidade. Para o diretor-presidente da Bahiafarma, Ronaldo Dias, o custo do exame é um fator positivo. "Para adquirir  por vias privadas, o gasto seria por volta de R$ 50 por reação. O custo do nosso teste varia de R$ 25 a R$ 35", disse. Segundo ele, seria complicado  para o estado fornecer o exame à população devido ao  alto valor.

0 comentários:

Postar um comentário