sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Ipiaú: Prefeito Deraldino diz que governador foi "infeliz" no comentário sobre violência em comício

Foto:Giro Ipiaú
O prefeito de Ipiaú Deraldino Araújo emitiu uma nota sobre o fato ocorrido na noite de quinta-feira durante um comício na Avenida Getúlio Vargas e que deixou um morto e seis feridos. O chefe do executivo municipal rebateu as declarações do governador. Segue a nota na íntegra. "Pela presente Nota, gostaria de tornar pública a minha indignação, na condição de Prefeito do Município de Ipiaú, pela declaração feita pelo Excelentíssimo Senhor Governador da Bahia, Rui Costa, através da qual e de forma infeliz, o mesmo insinuou uma suposta conotação política ao trágico fato ocorrido na noite desta quinta-feira, quando um caso isolado de violência vitimou fatalmente um jovem e feriu outras pessoas, coincidentemente no horário e no local em que acontecia um comício do qual fazia parte o senhor governador.

A insinuação do Senhor Governador foi rebatida imediatamente pela própria Polícia Militar, quando a mesma, em ação imediata, identificou e prendeu alguns envolvidos, os quais declararam ter se tratado de desentendimentos entre os próprios envolvidos, por causa de uma cotovelada que um deles teria sofrido.

Mais tarde, e de forma ainda mais rápida e elucidatória, conforme notícia veiculada pela imprensa da cidade, o verdadeiro autor dos disparos da noite desta quinta-feira, identificado pelo prenome de Jahn, teria sido morto em confronto com o policiais do Serviço de Investigação (SOINT) da 55ª CIPM e da CIPE, comprovando assim ter sido mais um caso de violência como tantos outros que vêm acontecendo em todo o país e em particular em toda a Bahia, e que têm colocado o nosso estado como um dos mais violentos do Brasil.

Cumpre-me dizer também, que tal insinuação do Senhor Governador, reflete o total desconhecimento de Vossa Excelência em relação ao povo de Ipiaú, uma vez que nunca foi verificado um ato de violência da natureza insinuada pelo chefe do Executivo Estadual durante uma campanha política em nossa cidade.

Melhor seria o Senhor Governador, no palanque em que se encontrava, anunciar para o povo de Ipiaú, que estava trazendo, naquele momento, novos equipamentos, armamentos, viaturas e aumento de contingente para as nossas polícias Militar e Civil. Que bom seria se no palanque em que estava, o Senhor Governador assinasse a Ordem de Serviço para a construção do Novo Complexo Policial de Ipiaú que se encontra  interditado por ordem da Justiça, Justiça essa que já teve a sua Casa, o Fórum Jorge Calmon, assaltado por três vezes.

O verdadeiro Povo de Ipiaú é pacífico, ordeiro, respeitador. A nossa história mostra que, em campanhas políticas passadas, vencedor e derrotado se abraçavam na praça pública para mostrar que acima de tudo está a nossa comunidade.

A hostilidade passou a fazer parte do cotidiano político de Ipiaú, a partir do momento em que aqui chegaram os que estavam do lado do Senhor Governador no comício desta quinta-feira. A prova está, entre outras coisas, no fato de o ex-prefeito e esposo da candidata apoiada pelo Senhor Governador ter sido proibido de participar da campanha. Porque ele não estava no palanque com o Senhor Governador e com a candidata? Porque ele foi proibido de participar das visitas, das passeatas, dos comícios, mesmo com a presença de uma autoridade da envergadura do próprio Senhor Governador.

Todos sabem que, se o ex-prefeito tivesse participado ou vier participar da campanha, a violência entra em cena e a Polícia Militar terá que ser acionada toda noite, todo dia.

Independente do caráter institucional, tenho pelo Senhor Governador um profundo respeito, admiro-o pela sua trajetória e espero que ele consiga realizar uma política pública de segurança que funcione permanentemente e não apenas nesse período de campanha eleitoral; mesmo porque, as coisas não estão piores em Ipiaú, por causa da bravura e do profissionalismo das nossas  polícias, bem como do total apoio dado pela atual gestão municipal", finaliza a nota enviada à imprensa local.

0 comentários:

Postar um comentário