quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Itagibá: Léo renuncia candidatura e apoia Gilson Fonseca

Léo e Gilson firmaram aliança contra o prefeito Marquinhos (Foto:Divulgação)
Conforme antecipado pelo GIRO na última segunda-feira (ver aqui) os principais candidatos da oposição em Itagibá fizeram uma aliança nesta quinta-feira (08) para vencer as eleições municipais. Léo Quadros (PMDB) vai retirar a sua candidatura para apoiar Gilson Fonseca (DEM). Ao GIRO, Léo comentou a decisão. “Fizemos um acordo na Câmara Municipal (antes da campanha) de quem estivesse melhor receberia o apoio do outro. Fiz três pesquisas seguidas que revelaram que Gilson estava melhor que eu, por isso, decidimos pela aliança para o bem de Itagibá”, comentou. Com a junção das duas coligações, acredita-se, baseado em pesquisas extraoficiais, que a oposição abra uma grande vantagem contra o prefeito Marquinhos (PCdoB) candidato a reeleição e que enfrenta uma alta rejeição. O corpo jurídico da Coligação de Léo Quadros deve formalizar na justiça nos próximos dias a desistência do pleito eleitoral. (Giro em Ipiaú)

1 comentários:

ROGERIO disse...

Excelente atitude! Uma vez que reforçará para eliminar uma administração inoperante, que tem o governo estadual a seu favor. Um desgoverno que deixou um imóvel, no Japumirim, que funcionaria a creche ser totalmente destruída. É tão incompetente que nem mesmo o IPTU do exercício de 2016 não foi emitido. É tão mentiroso que em 1º de abril de 2016, anunciou, a instalação do sistema de fibra óptica, entre os municípios de Ipiaú, Itagibá e Dário Meira, conforme matéria divulgada (http://www.giroemipiau1.com.br/2016/04/prefeito-de-itagiba-anuncia-instalacao.html). Existem 3 tipos de governo: O bom, o ruim e o de Itagibá. Logo, não deveremos reeleger um executivo e um legislativo os quais não visam o interesse público, mas sim o interesse pessoal não distinguindo o público do privado (sistema patrimonialista), enganando alguns com empregos temporários (contratos) a fim tão somente do voto desses e seus familiares, objetivando perpetuar no poder para aumentar seu patrimônio e continuar como fantoche, sendo prefeito que é liderado quando deveria ser líder e prefeito. Antes a população tinha acesso a vários exames, tratamentos e viagem para realização de procedimentos médicos. Atualmente, até exame de laboratório e raios-X foram extintos em Itagibá. Desculpe-me Itagibá por ter contribuído em 2012 com toda essa infelicidade.
Rogério Basílio da Silva
rogsilva@tj.ba.gov.br
CPF 963641575-72

Postar um comentário