quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Jequié: Bandidos disseram que eram policiais antes de começar a atirar, diz sobrevivente de chacina

Foto:Reprodução
A chacina que deixou três mortos e cinco feridos na noite de sábado (17/9) em Jequié, no Médio Rio de Contas, continua gerando repercussão na imprensa baiana. Uma testemunha do crime, que de acordo com publicação do site G1 não quis se identificar relatou os momentos de terror do ataque que aconteceu num bar, no bairro KM. Conforme a testemunha, os criminosos chegaram ao bar dizendo que eram policiais e ordenaram que todos ficassem parados. ”Foi muito rápido. Primeiro chegaram dois homens gritando que eram policiais. Polícia, polícia! Ninguém corre!’. Depois foram chegando mais homens, não deu para contar quantos. Aí começaram os tiros”, disse.
Chacina aconteceu em um bar no KM 4 (Foto:Reprodução/Whatsapp)
A testemunha conta ainda que algumas pessoas que estavam na parte externa do bar conseguiram fugir do local, mas que a maior concentração de clientes estava na parte interna, onde o ocorreu o tiroteio. ”Foi uma cena horrível. Nunca tinha presenciado nada desse tipo. Toda aquela situação foi muito angustiante”, desabafa a vítima. Desde a noite de sábado, o estabelecimento onde o crime aconteceu segue com as portas fechadas. Entre os feridos, dois seguem internados no Hospital Gral Prado Valadares. O estado de saúde dos pacientes não foi divulgado. A Polícia Civil  investiga o caso e diz que há indícios de envolvimento de algumas vítimas com o tráfico de drogas. Até a noite desta terça-feira (20), ninguém foi preso.

0 comentários:

Postar um comentário