quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Acusado de linchar dona de casa após boatos de internet é condenado a 30 anos

Mulher foi morta ao ser confundida por um suposta sequestradora de crianças.
Um dos acusados de participar da morte da dona de casa Fabiane Maria de Jesus, linchada em 2014 em Guarujá-SP, foi condenado a 30 anos de prisão. A defesa de Lucas Rogério Fabrício Lopes irá recorrer da decisão. O crime foi em 3 de maio de 2014, no bairro Morrinhos III, depois que Fabiane foi confundida com uma foto divulgada em redes sociais que afirmava que a mulher retratada sequestrava crianças para rituais de magia negra. A Justiça determinou que além dos 30 anos de prisão Lucas deve pagar indenização de R$ 550 mil. No julgamento, o advogado de defesa tentou minimizar o crime, afirmando que se tratava de um homicídio simples. Para a acusação e a promotoria, a atitude de Lucas mereceu o julgamento por homicídio triplamente qualificado.Fabiane, que tinha 33 anos, foi agredida até a morte por moradores do bairro. Eles acreditavam que ela era uma sequestradora de crianças cuja imagem estava circulando nas redes sociais. Amarrada, ela foi agredida até a chegada da polícia (relembrar). Cinco pessoas foram presas pelo crime. 

0 comentários:

Postar um comentário