terça-feira, 25 de outubro de 2016

Barra do Rocha: Sem salários, terceirizados param as atividades em colégio estadual

Paralisação teve início na segunda-feira (24).
Os funcionários terceirizados do Colégio Estadual Antônio Motta Bittercourt (CEAMB), em Barra do Rocha, pararam as atividades nessa segunda-feira (24). O motivo, segundo uma das contratadas, é a falta de pagamentos, de responsabilidade do governo estadual. Ainda segundo informações da funcionária ao GIRO, ela está há quatro meses trabalhando sem receber. “Quando entramos em contato com o governo, eles (representantes) pedem pra gente aguardar que está atualizando os dados bancários. A resposta deles (governo) é só essa”, disse a recepcionista do colégio estadual. 

A paralisação já compromete o funcionamento da unidade de ensino. “Não estamos imprimindo atividades, não estamos lançando notas no sistema, não está tendo merenda e o pessoal da limpeza não está fazendo os serviços deles, todos estão sem receber os salários. Só iremos retornar quando recebermos os nossos pagamentos”, completou a funcionária. Mais de 400 alunos que estudam no Colégio Antônio Motta Bittencourt devem ser prejudicados com a paralisação dos terceirizados.  Em Setembro, 

No mês de setembro, o governador Rui Costa chegou decretar o cancelamento dos contratos com três empresas terceirizadas que estavam inadimplentes na prestação de serviços à Secretaria de Educação. A recomendação do governador era de que os trabalhadores eficientes atualmente ligados às empresas fossem mantidos por meio de Regime Especial de Direito Administrativo (Reda) válido até dezembro. À época, o governador afirmou ainda que a medida iria solucionar definitivamente o problema da falta de pagamentos e avaliou que o novo contrato iria garantir um tratamento digno aos trabalhadores. (Giro Ipiaú)

0 comentários:

Postar um comentário