segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Com candidatos impugnados, cidade do sul da Bahia não teve nenhum 'voto válido'

Os dois candidatos que concorreram ao cargo de prefeito na cidade de Santa Cruz da Vitória, no sul da Bahia, estão com candidaturas indeferidas com base na Lei da Ficha Limpa e aguardando julgamento de recursos pela Justiça Eleitoral. Por conta disso, a cidade não teve votos considerados válidos no pleito de domingo (2). Segundo o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), o candidato Carlos André (PTC) foi o mais votado (1.901 votos) e assumirá a prefeitura até o julgamento dos recursos na Justiça Eleitoral. Não há prazo definido para o julgamento, que, conforme o TRE-BA, também poderá determinar novas eleições municipais. O candidato Geazi Alex (PP), que ficou em segundo lugar com 1.477 votos, também poderá assumir a prefeitura caso a Justiça Eleitoral indefira somente o recurso do oponente e considere que não há necessidade de novo pleito, conforme o TRE-BA. No total, 3.585 eleitores compareceram às urnas no domingo, o que corresponde a 73,48% do total de pessoas aptas a votar na cidade. O candidato Carlos André teve a candidatura impugnada por ter tido as contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado da Bahia quando era prefeito da cidade em 2008. Já o candidato Geazi Andrade, conforme a Justiça Eleitoral, não respeitou o prazo de desincompatibilização de cargo público. De acordo com o TRE-BA, ambos puderam participar das eleições pelo fato de terem entrado com o recurso e ainda estarem aguardando julgamento por instância superior. *Informações do G1

0 comentários:

Postar um comentário