quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Começa julgamento de suspeito de matar pastora e prima em Vitória da Conquista

O crime aconteceu em janeiro deste ano.
O julgamento de Adriano Silva dos Santos, um dos suspeitos da morte da pastora Marcilene Oliveira Sampaio e da prima dela Ana Cristina Santos Sampaio, em Vitória da Conquista, sudoeste baiano, começou na manhã desta quarta-feira (19) e deixou o salão do Júri lotado, no fórum João Mangabeira. A promotoria informou que pretende conseguir condenação com pena máxima para o réu. O defensor público que representa Adriano preferiu não gravar entrevista. A expectativa é de que a decisão do julgamento saia ainda nesta quarta-feira. O crime aconteceu em janeiro deste ano.
A suspeita da polícia é de que o crime tenha sido motivado por vingança.
Segundo a polícia, Adriano e outro suspeito, Fábio de Jesus Santos, teriam executado as vítimas a mando do pastor Edimar Brito. Fábio e Edimar também foram presos, mas recorreram à Justiça e serão julgados separadamente. A suspeita da polícia é de que o crime tenha sido motivado por vingança após as vítimas, que eram colegas do pastor, terem saído da igreja dele depois de um desentendimento para fundar um novo templo evangélico e levado a maioria dos fiéis. A pastora Marcilene também era professora da Universidade Estadual da Bahia (Uneb). As duas mulheres foram mortas com golpes de pedra. *G1

0 comentários:

Postar um comentário