quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Ipiaú: Apenas cinco vereadores conseguiram reeleição

Cinco vereadores foram reeleitos. Já a vereadora Margareth foi eleita vice-prefeita.
Eles comemoram uma boa colheita. Passaram por muitas peneiras, experimentaram  grandes pelejas, sobreviveram. São mesmo os heróis da resistência. A reeleição comprova o bom trabalho que desenvolveram. Continuam nas graças do povo. A cara é só de alegria, mas a responsabilidade se torna cada vez maior. Simone Coutinho-PMDB-, Jean-PTdoB-, Orlando Santos-PT-, Carlinhos-PP- e Jô da AABB-PP-  conviverão juntos por mais quatro anos. Travarão debates, vivenciarão novas situações e continuarão amigos. Com suas experiências auxiliarão aos oito vereadores eleitos pela primeira vez.

Reeleita com 841 votos ( a maior votação do pleito de 2016) Simone Coutinho exercerá o seu segundo mandato. Em 2012, concorrendo pelo PDT obteve 471 votos e em uma eleição anterior lhe deram pouco mais de 200 votos. A retrospectiva mostra uma trajetória ascendente e muito bem alicerçada. Simone compôs a base de sustentação do prefeito Deraldino Araújo, na Câmara.

Jean Kleber da Silva Cunha, atual presidente da Câmara, fez a sua base eleitoral no pleito de 2008. A votação foi suficiente apenas para  lhe garantir uma suplência. Em 2012 foi eleito pela primeira vez com 649 votos que agora caiu para 493. Sua atuação parlamentar sempre foi afinada com o prefeito Deraldino. Na condução da Mesa Diretora mostrou serenidade e firmeza.

José Carlos Bispo dos Santos, o popular Carlinhos tem sua principal base eleitoral no distrito de Córrego de Pedras. Foi eleito pela primeira vez em 2004 com 542 votos. Em 2008 foi reeleito com 606 votos. Na  eleição de 2012  sua votação caiu para 420 votos e agora, em 2016, lhe deram 399 votos. Neste quarto mandato consecutivo Carlinhos será  o único representante do distrito na Câmara Municipal. Ao longo dos três últimos mandatos ele teve uma atuação moderada. Fez oposição discreta ao prefeito Deraldino.

Orlando Santos – Confirmando que o Partido dos Trabalhadores ainda tem boa fatia do eleitorado ipiauense, o vereador Orlando Santos experimentou crescimento  da eleição de 2012 quando recebeu 416. Já em 2016 obteve 477 votos. Fez oposição sistemática ao prefeito e radicalizou sempre que foi necessário. Em algumas ocasiões recorreu ao Ministério Publico.

Josenaldo de Jesus, mais conhecido como Jô da AABB, foi outro que teve a votação minguada, mas, no entanto, garantiu a reeleição. Em 2012 foram 441 votos que caíram para 351 na eleição do último dia 2 de outubro. Jô foi preciso na fiscalização e na articulação de audiências públicas. Manteve coerência como membro da bancada oposicionista.  

Na foto dos vereadores reeleitos aparece, em condição mais privilegiada, a vereadora Margarete Chaves, também conhecida como Margarete do Abrigo. Em 2012, nada menos que 602 votos lhe conduziram até a Câmara, onde bateu firme nas falhas da administração municipal, formando com Orlando Santos e Jô da AABB a linha de frente da oposição. A sua capacidade de articulação e seu estilo combatente foram decisivos para que lhe conduzissem à condição de companheira de chapa de Maria na disputa pela Prefeitura. Agora é a vice-prefeita eleita e ainda teve o mérito de transferir votos para o seu marido Pery que se elegeu vereador com 424 votos.  (GIRO/José Américo Castro)

0 comentários:

Postar um comentário