quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Jequié: Assessor de candidato é multado em R$ 53 mil por divulgar pesquisa sem registro

Ari Carlos é assessor do candidato eleito, Sérgio Gameleira.
O juiz eleitoral Carlos Alberto Fiusa de Castro Filho condenou Ary Carlos Rocha, assessor do prefeito eleito de Jequié Sérgio Gamleira (PSB), a pagar uma multa de R$ 53.205,00 por divulgar pesquisa sem registro. Na decisão, o magistrado ressaltou que o levantamento acabou induzindo o eleitorado ao erro. Ressaltou ainda que Ary Carlos Rocha repassou a pesquisa aos eleitores por meio de rede social sabendo que era “inverídica e sem qualquer respaldo técnico”. O assessor de Gameleira é um velho conhecido do mundo político por declarações polêmicas. No final do mês passado, disse que o governador Rui Costa (PT) mandava no Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) e que o retorno de Tânia Brito à prefeitura de Jequié, em agosto, era por influência do petista na Corte. No final do ano passado, Ary Carlos deu outra declaração polêmica. Em depoimento ao juiz Sérgio Moro, responsável pelo processo da Lava Jato na primeira instância, o assessor de Gameleira afirmou que o deputado federal Mário Negromonte Júnior (PP-BA) ameaçou o ex-parlamentar Luiz Argolo e sua família. Ary Carlos, que foi assessor de Luiz Argolo, contou que foi abordado pelo deputado Mário Negromonte Júnior, em um restaurante do Shopping Salvador, que mandou um recado ameaçando o ex-parlamentar e a sua família. *Informações do Bocão News

0 comentários:

Postar um comentário