terça-feira, 22 de novembro de 2016

Gongogi: Prefeitura é recordista de contas reprovadas pelo TCM na Bahia

Prefeitura há 18 anos não aprova uma conta no TCM (Foto: Ubatã Notícias)
Gongogi mantém um recorde baiano nada honroso, isso porque a Prefeitura do município só conseguiu ter 03 contas aprovadas desde 1990, quando o TCM passou a divulgar a série histórica de aprovação e rejeição de contas.  Para se ter uma ideia do problema, as 03 contas aprovadas ocorreram ainda na década de 1990, ou seja, período anterior à vigência da Lei de Responsabilidade Fiscal. A última conta aprovada pela Prefeitura de Gongogi ocorreu há quase 20 anos, no longínquo 1997. Neste período, o município foi gerido pelos prefeitos Roque Rocha Monteiro em duas oportunidades; por Milton Pereira dos Santos, em uma; e pelo atual prefeito Altamirando de Jesus Santos (PDT), o Sapão, que encerra o segundo mandato em 31 de dezembro deste ano. Os três já foram punidos pelo TCM e só Sapão foi condenado a devolver – em multas e ressarcimentos – valor superior a R$ 2 milhões de reais. A quantidade de reprovação de contas de Gongogi desde 1990 já soma 22 e as reprovações devem aumentar, isso porque o TCM ainda não julgou as contas do atual gestor referentes ao exercício financeiro de 2015 e 2016. Complicado. *Ubatã Notícias

0 comentários:

Postar um comentário