quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Ipiaú: Família de jovem com gigantismo reclama de "descaso" da prefeitura

Rodrigo ao lado da mãe e prima (Foto:Giro Ipiaú). 
Thais Cerqueira, prima do jovem de 17 anos, morador de Ipiaú, que sofre com gigantismo, usou as redes sociais no início da noite dessa quinta-feira (10) para reclamar do que ela chamou de “descaso” por parte da prefeitura municipal de Ipiaú. Thais procurou à redação do GIRO para contar o ocorrido. Segundo ela, após uma campanha nos meios de comunicação da cidade e na internet, com o objetivo de adquirir R$ 1.020,00 para realizar e ressonância nuclear magnética sela túrcica, solicitado por uma médica que acompanha o caso de Rodrigo (relembrar). Conforme informou Thaís, um homem conseguiu o referido exame na capital baiana, com a data agendada para esta sexta-feira (11). 

“Depois que foi marcado o exame conseguido pelo senhor Antônio Linhares, eu fui até a secretaria de saúde para conseguir o carro. Estive lá e ficou tudo certo para hoje (quinta-feira) a gente ir para Salvador. A mulher que agendou a vaga no carro informou que caso houvesse qualquer alteração ela me telefonaria. Quando fui hoje na secretaria, ela (atendente) me disse que não tinha mais carro. Eu expliquei a situação de Rodrigo que ele não pode perder mais tempo e que o exame já estava marcado, mesmo assim ela falou que não havia como levar a gente. Fui até a prefeitura, encontrei com o secretário do prefeito que me disse que o ônibus está indo para Salvador com pacientes apenas uma vez por semana”, relata Thais. Ainda segundo ela, após contato com o homem que conseguiu o exame, ele providenciou um carro com motorista para leva-los até a capital, com saída prevista para às 23h30 dessa quinta-feira. 

O secretário de governo, Enedino Rebouças, rebateu a afirmação de Thais em relação ao "descaso" e disse: “Hoje, quando estive com Thais, que solicitava o carro, eu liguei para a secretaria de saúde e fui informado que o exame de Rodrigo está agendado para a próxima quarta-feira, 16. Ela então ficou de resolver com os familiares se aguardaria para fazer o exame na quarta (16) ou se iria à Salvador”, comentou o secretário. Com a justificativa de não "perder mais tempo" e não ter desgaste com os servidores da prefeitura, a família decidiu ir logo para Salvador. Os parentes de Rodrigo informaram ainda que os papeis com o pedido do exame já estavam na secretaria há alguns dias e só hoje, após a situação classificada por eles como desagradável e humilhante é que o município informou que tinha conseguido a ressonância. “ Já tem vários dias que esses papeis estão lá (na secretaria). O engraçado é que só depois que a gente publicou nas redes sociais o caso, aí eles informam que já está agendado”, comentou outra parente de Rodrigo. 

O jovem de 17 anos, morador do Bairro Euclides Neto, medindo 2,20 metros de altura, além de sofrer com gigantismo, também foi diagnosticado através de exames que possui um tumor no cérebro. O caso de Rodrigo ganhou repercussão na internet (ver aqui), resultando em algumas contribuições (roupas, cama, colchão, dinheiro para custeio de exames e a promessa da construção de um quarto só para ele). A família informou ao GIRO que a última campanha arrecada levantou a quantia de pouco mais de 900 reais e que esse dinheiro está reservado para os próximos exames. A mãe de Rodrigo, Luciane Cerqueira Santos Mota, agradeceu a todos os doadores e reafirma que tem fé em Deus que seu filho irá superar essa doença. (Giro Ipiaú)

0 comentários:

Postar um comentário