quinta-feira, 17 de novembro de 2016

Jovem se passa por 'loira perfeita' e dá golpe de R$ 17 mil em namorado virtual na Bahia

Jovem fingia ser uma outra mulher e arrancou R$ 17 mil da vítima.
Uma jovem de 20 anos foi presa na cidade de Teixeira de Freitas, no sul da Bahia, após confessar ter aplicado um golpe de R$ 17 mil em um conhecido dela, ao se passar por uma mulher que estaria apaixonada pelo rapaz. A prisão ocorreu na última quarta-feira (16). Conforme informou ao G1 o delegado Manoel Andretta, responsável pelo caso, o homem que sofreu o golpe era funcionário de uma casa de material construção. Ele chegou a fazer um acordo trabalhista com o patrão para receber o fundo de garantia e dar dinheiro para a mulher. O delegado contou que há 11 meses, Maelly Lima Costa se passava por uma mulher de nome Fabielle, que se dizia apaixonada pelo homem e pedia dinheiro para ele. Ela enviava para o rapaz fotos de outra mulher em eventos sociais e até de biquíni, que segundo o delegado era loira e não tinha qualquer ligação com Maelly. A vítima se apaixonou pela personagem criada por Maelly e passou a dar o dinheiro que ela solicitava.

"Eles se conheceram na igreja onde os dois frequentam há uns cinco anos. Ele teria confidenciado para ela que queria conhecer uma mulher para ter um relacionamento sério e futuramente casar. Então ela disse que tinha uma amiga bonita para apresentar a ele, mas contou que a menina não era de Teixeira de Freitas, mas de um município perto. Assim que ela começou a se passar por Fabielle na internet, relatava que vivia dificuldades financeiras e precisava comprar remédios. Ele mandava o dinheiro através de Maelly, que dizia que ia fazer a entrega para a 'amiga' Fabielle", explicou o delegado.

"Ele estava apaixonado pela pessoa da foto. O envolvimento da menina é muito bom, ela é muito persuasiva. Quando ele começava a desconfiar, ela devolvia uma pequena quantia como se fosse para dizer que estava 'devolvendo' aos poucos o valor que ele havia dado. Quando o homem dizia que ia visitá-la, ela inventava uma mentira para despistá-lo", relatou Andreetta. O delegado revela que, com a quantia que conseguiu da vítima, a jovem alongou os cabelos e pagou as despesas da casa onde mora. Comprou também produtos eletrodomésticos para a própria casa, como ventiladores, cama, televisão e fogão.

De acordo com Andreetta, ao perceber que a vítima estava apaixonada pela personagem, Maelly passou a pedir mais dinheiro. O homem só desconfiou quando o patrão dele suspeitou de que se tratava de um golpe. Após os conselhos do patrão, o rapaz procurou a polícia  e foi orientado a retornar quando a mulher solicitasse outra quantia em dinheiro.

"No dia 16 de novembro ela ligou pedindo dinheiro para fazer um procedimento cirúrgico. Ele levou um envelope e marcou com ela em um local central da cidade. Quando ele entregou, nós fizemos o flagrante e na hora mesmo ela confessou e disse que estava arrependida. Recuperamos parte dos objetos", relatou o delegado Andreetta.

Em depoimento, a jovem ainda disse que já foi apaixonada vítima, mas que o golpe não teria sido uma vingança. "Ela ficou magoada por não ser correspondida. Acreditamos que tenha sido uma sequência de atos que não puderam ser freados, e não uma vingança. Ela queria se passar por uma pessoa mais bonita, depois veio também um pouco de mágoa. Conforme a situação foi evoluindo e dando vantagem para ela, não tinha mais como terminar. Ela também ficou com vergonha de dizer que era ela", disse o delegado. 

A mulher continua presa em Teixeira de Freitas à disposição da Justiça e não tem advogado. Ela vai responder por estelionato, cuja pena pode variar de um a cinco anos. *G1

0 comentários:

Postar um comentário