terça-feira, 29 de novembro de 2016

Moradores do sudoeste baiano se unem em mutirão para tapar buracos na BA 262

Mutirão uniu moradores de Iguaí, Nova Canaã, Poções, Firmino Alves e Ibicui.
Moradores, entidades, empresas e prefeituras de diversos municípios que são ligados pela BA 262, na Chapada Diamantina Sul, a exemplo de Iguaí, Nova Canaã, Poções, Firmino Alves e Ibicuí, iniciaram nesta segunda-feira, 28, um mutirão para tapar buracos em uma extensão de 52 km da rodovia e realizaram um protesto no trevo de acesso a Nova Canaã. O problema dos buracos aflige os usuários da estrada, prejudicando o acesso à BR 116 para uma população estimada em 100 mil pessoas, que tem na cidade de Vitória da Conquista, no sudoeste do estado, o principal centro de saúde, educação e negócios. A previsão é que as intervenções da população sejam concluídas na terça, 29. A organização dos trabalhos tem à frente padres e pastores de diversas igrejas instaladas nestes municípios, “que assumiram o compromisso de unir vários setores e melhorar a trafegabilidade, que pela situação de abandono, está comprometendo o desenvolvimento da região”, afirmou o empresário Nelo Ferrari. Ele salientou que “a iniciativa do Padre Geneildo Almeida, de Nova Canaã, foi abraçada pela comunidade regional, pois o deslocamento está perigoso e, no percurso que fazíamos em 30 minutos, agora gastamos em média duas horas. Isso é inaceitável pois já perdura mais de cinco. anos”, desabafou. Em nota, a Secretaria Estadual de Infraestrutura informou que “foi aberta uma licitação dos serviços da manutenção em junho de 2016 e a secretaria está no aguardo da homologação para iniciar os serviços”. Ainda de acordo com a nota, “está em estudo um projeto de restauração do trecho entre Poções e Nova Canaã, também na BA-262”. *A Tarde

0 comentários:

Postar um comentário