quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Itabuna: Policiais realizam sonho de criança e fazem surpresa em aniversário

Policiais militares fizeram surpresa a menino de 4 anos na Bahia (Foto: Tayná Borges/Radar Notícias)
Um menino de 4 anos que sonha em ser policial teve uma grande surpresa ao ver chegar em sua festa de aniversário várias viaturas com policiais militares, civis e rodoviários, na cidade de Itabuna. A homenagem à criança foi organizada pela tropa por meio de um grupo no Whatsapp. O pequeno Nicholas Fonseca ficou emocionado, como contou a mãe dele ao G1 nesta quarta-feira (30), e foi presenteado com uma carteirinha de policial rodoviário mirim. A mãe, a atendente de telemarketing Mariana Fonseca, disse que a data do aniversário do filho foi na terça-feira (29), mas a festa aconteceu no último sábado (26) para que pudesse reunir um maior número de pessoas. Mais de 20 policiais marcaram presença na festa de Nicholas.
Policiais militares fizeram surpresa a menino de 4 anos na Bahia (Foto: Tayná Borges/Radar Notícias)
"Eu falei da festa apenas com um policial rodoviário que encontrei no centro da cidade. Perguntei sobre a possibilidade de ele ir e levar uma viatura apenas para que o Nicholas pudesse tirar fotos. Mas aí, no dia da festa, fomos todos surpreendidos com tantas viaturas e tantos policiais que apareceram, além dos amiguinhos dele. Antes, eu tava pensando em fazer uma festa com um tema de heróis, porque achei que com a polícia não iria dar certo. Foi surpreendente para ele e para mim", disse a mãe. A festa de Nicholas contou com mais de cinco viaturas e teve a presença de policiais da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Federal, Polícia Militar, Rondas Especiais (Rondesp) e Cipe Cacaueira.
Policiais militares fizeram surpresa a menino de 4 anos na Bahia (Foto: Tayná Borges/Radar Notícias)
"O Nicholas ficou muito feliz, muito emocionado. Ele só estava acostumado a ver os policiais dentro do carro passando na rua. Com a surpresa, aumentou ainda mais a vontade dele de ser um policial. Ele fez quatro anos, mas desde os dois anos de idade fala em ser policial. Não sei o que motivou isso nele, porque ninguém da família é. Por isso, ficamos muito surpresos. Tenho certeza que está muito agradecido.", disse Mariana. *Do G1/BA

0 comentários:

Postar um comentário