segunda-feira, 22 de maio de 2017

Ipiaú: Terreno desapropriado na gestão de Deraldino é devolvido ao dono

Prefeita assinou documento devolvendo o terreno ao antigo dono (Foto: Giro Ipiaú)
A batalha do comerciante Adriano de Oliveira Gomes, proprietário do terreno desapropriado na gestão do ex-prefeito Deraldino Araújo, teve o seu capítulo final na tarde dessa quarta-feira (24/05), quando, enfim, conseguiu reaver a sua propriedade. A entrega oficial foi realizada às 17h30, com a presença da prefeita Maria das Graças que assinou o documento devolvendo o terreno ao antigo proprietário. "Estamos mostrando com esse ato que no nosso governo existe respeito ao cidadão", disse a prefeita.
Adriano agradeceu a comunidade e a gestão atual (Foto: Giro Ipiaú)
Adriano fez questão de agradecer à comunidade que esteve lhe apoiando desde o início e ao governo da prefeita Maria das Graças. "Meu sentimento hoje é de gratidão para com toda a comunidade que me apoiou e repudiou a atitude da gestão passada. Agradeço muito as autoridades e ao governo atual que se sensibilizou com o meu caso", pontuou Adriano. O comerciante informou que agora irá trabalhar para realizar o sonho de construir um prédio para instalação do seu comércio.
Populares acompanharam o ato de devolução do terreno (Foto: Giro Ipiaú)
Ao desapropriar o terreno e criar a Rua José Oliveira Ferreira, localizada entre a Loja Safira Joias e o Mundo do Real, a equipe de governo do ex-prefeito acreditava que iria desafogar o trânsito no centro da cidade, no entanto, o local foi mais utilizado para rota de fuga de assaltantes que agiam nas proximidades. No dia 06 de abril desse ano, a gestão de Maria das Graças realizou uma Audiência Pública para discutir a utilidade da rua que ficou conhecida como o "Beco da Confusão". 
Em maio de 2014, Adriano impediu que a prefeitura derrubasse o muro de sua propriedade (Foto: Giro Ipiaú)
Em maio de 2014, quando prepostos da prefeitura tentaram pela primeira vez derrubar os muros do terreno (ver aqui), Adriano contou ao GIRO que adquiriu o terreno por R$ 120 mil, mas que a prefeitura só queria pagar R$ 80 mil. Ainda conforme Adriano, o município depositou em juízo a quantia de pouco mais de 5 mil reais em sua conta e desapropriou o imóvel. A construção da Rua José Oliveira se deu após Decreto Municipal nº 4.386, de 10 de junho de 2014. (Giro Ipiaú)

0 comentários:

Postar um comentário