domingo, 18 de junho de 2017

Ipiaú: Ex-secretário de governo emite nota sobre materiais de saúde encontrados em 'sala secreta'

Segundo a secretaria, materiais foram encontrados em sala (Foto: Giro Ipiaú)
O ex-secretário de governo da gestão do ex-prefeito Deraldino de Araújo, Enedino Rebouças, enviou à nossa redação, nesse domingo (18), uma nota de esclarecimento sobre a matéria divulgada pelo GIRO na última quinta-feira (15), na qual, a atual secretaria de saúde do município informava ter descoberto uma grande quantidade de material destinado a exames laboratoriais e a saúde preventiva da população, que estava isolado por uma parede de gesso, na Unidade de Saúde Alípio do Prado Correia, popularmente conhecida como Hospital da Mulher, no bairro Dois de Dezembro (relembrar). *Ressalta-se que a ex-gestão foi procurada por nossa redação no dia da publicação da matéria para comentar a denúncia. O ex-secretário de governo nega que as acusações e diz em nota: "Inicialmente, repudiamos veementemente a acusação repulsiva da suposta existência de uma falsa parede de gesso com o intuito de esconder material para uso na saúde pública. Mais uma vez, durante seis desastrosos meses de gestão com desserviço público, a população de Ipiaú é submetida a falsas denuncias realizadas pela assessoria do governo municipal, que são sempre infundadas e pequeninas que tentam se agarrar a tentativas de transferência de responsabilidade. Fruto de uma política sem ética, sem moral, que busca a todo instante camuflar a falta de projetos e tampouco ações eficazes que efetivamente contribuam para o desenvolvimento de uma comunidade e acima de tudo para a continuidade do avanço da saúde pública do município de Ipiaú". Em outro trecho da nota, o ex-secretário informa o objetivo das 'salas secretas': "Destaque-se, que os materiais encontrados, estavam acondicionados nessas salas para se colocar em uso pela então futura gestão, hoje atual, e apenas estavam vencidos os materiais para coleta de larvas do mosquito aedes aegipty, denominados de Tubito e não Cúbiculo como fora chamado na matéria, os quais seriam incinerados". Leia a nota na íntegra.    

0 comentários:

Postar um comentário