quinta-feira, 29 de junho de 2017

Safra temporã ainda não acontece na Bahia e preocupa produtores

As colheitas seguem em ritmo bastante lento, causando danos financeiros aos produtor. 
A safra temporã, ainda nega sinais de um início firme, nas plantações de cacau da Bahia. Mediante as mudanças climáticas ocorridas na zona de produção de cacau da Bahia, mais uma vez verifica-se um retardamento da safra temporã. Normalmente a safra se inicia em meados de maio. Até o presente momento, não apresentou sinais. As colheitas seguem em ritmo bastante lento, causando danos financeiros aos produtor. Muitos estão totalmente descapitalizados. Notadamente, a referida região possui hoje, um claro aspecto de entressafra. Os reflexos dessa situação, estão em toda parte. Vários segmentos da economia regional estão estagnados. A setor de insumos, tem sido talvez um dos que mais vem sofrendo. As vendas de defensivos e fertilizantes, caíram mais de 70% em relação a média dos últimos três anos. As previsões mostram entradas melhores a partir do final de julho, em algumas regiões da Bahia. informações consistentes relatam que, existem áreas menos favorecidas que ainda sequer nem encontram-se em estágio de floração. Segundo alguns analistas, a safra temporã, embora retardada, deverá seguir em colheita continua, sendo emendada com a safra principal. *Com informações do Mercado do Cacau

0 comentários:

Postar um comentário