sexta-feira, 23 de junho de 2017

São João aquece a economia em mais de 300 cidades na Bahia

O São João da Bahia é um dos mais relevantes elementos do processo de fortalecimento da atividade turística.
Os festejos juninos se espalham por mais de 300 municípios baianos com ingredientes da cultura local que mistura sagrado e profano, com animação de sobra para baianos e turistas. “O Governo da Bahia atua estrategicamente na promoção das festas como produto turístico que está nas prateleiras das agências de viagens do país e do exterior”, afirmou o secretário do Turismo da Bahia, José Alves, ao participar nesta quinta-feira (dia 22) da abertura da programação, no Pelourinho e em Paripe, na capital. O São João da Bahia é um dos mais relevantes elementos do processo de fortalecimento da atividade turística. Acontece em praticamente todas as zonas turísticas, com o apoio do governo estadual. “Os indicadores revelam a qualidade da festa e o quanto é competitiva”, enfatizou o secretário. “Os festejos de São João estão profissionalizados, atraem patrocínios público e privado e lotam hotéis, pousadas e restaurantes”, comemorou José Alves. “Os serviços prestados nesse período geram cerca de 140 mil empregos temporários e fortalecem a economia baiana”.
 
A logística do São João da Bahia demonstra o vigor desta festa. O sistema ferry-boat está preparado para conduzir 120 mil passageiros e mais de 22 mil veículos, neste final de semana. A Rodoviária de Salvador é utilizada por 170 mil pessoas distribuídas em horários convencionais e 1.800 horários extras. A Estrada do Coco (BA-099), em direção ao Litoral Norte, terá tráfego de 60 mil veículos, de acordo com a estimativa da Concessionária Litoral Norte (CLN), enquanto a ViaBahia Concessionária de Rodovias prevê movimento de  550 mil veículos. O turismo interno e os excursionistas vão somar cerca de 1,5 milhão de pessoas que deixam a capital baiana em direção ao Interior do Estado, gerando receita bruta de aproximadamente R$ 700 milhões em mais de 300 cidades. Os números são indicadores de como a festa fomenta a economia, por meio do turismo, comércio, alimentação, transporte e lazer. 

0 comentários:

Postar um comentário