domingo, 2 de julho de 2017

Eduardo Cunha informa à PGR que decidiu fazer delação

O ex-presidente da Câmara dos Deputados foi preso em outubro de 2016.
A defesa de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) informou à Procuradoria-Geral da República (PGR) que o deputado cassado fará delação. A informação foi divulgada pela coluna Radar Online, da Veja, neste sábado (1º). Em reunião, os advogados disseram aos procuradores que iniciarão uma coleta de informações que Cunha tem para repassar. O ex-presidente da Câmara dos Deputados foi preso em outubro de 2016, após ter o mandato cassado pelos pares e perder o foro privilegiado. O juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Operação Lava Jato na primeira instância, condenou o deputado cassado, em março deste ano, a 15 anos e 4 meses de reclusão. 

0 comentários:

Postar um comentário