terça-feira, 25 de julho de 2017

Em depoimento, Liedson nega culpa em acidente que deixou vítima fatal

Jogador se envolveu em acidente que terminou com a morte de uma mulher (Foto: Reprodução)
O ex-jogador Liedson prestou depoimento na sede da 5ª Coorpin, em Valença, no início da tarde segunda-feira (23). Ele compareceu à unidade policial para prestar esclarecimentos sobre o acidente automobilístico ocorrido no dia 18 julho, na BA-887, quando a bióloga Viviane Magalhães morreu. "Liedson disse que avistou ela tentando entrar na rodovia, mas como sabia que a passagem era preferencial para ele, não parou. Ele disse que confiou que ela esperaria ele passar, mas ela não parou. Ele disse que ela entrou rapidamente na pista e que ele tentou tirar o carro dele da direção do dela, mas não conseguiu e bateu na lateral do carro. Ele disse que ele estava a 90 km/h", contou o delegado José Raimundo, ao G1.
Família da bióloga morta no acidente disse que vai processar o ex-jogador e a fabricante do carro.
Liedson disse que após a colisão, o airbag foi acionado e ele só conseguiu parar o carro em um pasto. O titular da delegacia ainda confirmou a versão dada anteriormente pelo ex-jogador, que teria prestado socorro às vítimas. A família da bióloga Viviane Magalhães deve entrar com um processo na Justiça contra o ex-atleta por excesso de velocidade. De acordo com a defesa da família, os elementos colhidos levam a crer que houve ultrapassagem indevida em alta velocidade. Outra ação deve ser movida contra a montadora do veículo de Viviane. O airbag do carro não teria sido acionado no impacto.

0 comentários:

Postar um comentário