quinta-feira, 6 de julho de 2017

Iguaí: MP-BA denuncia 6 homens pelo assassinato de líder do MST

Fábio foi executado a tiros na frente da esposa e filha, em Iguaí
Seis homens foram denunciados pelo Ministério Público Estadual (MP-BA) pelo homicídio de Fábio dos Santos Silva, líder do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) na região de Iguaí, sudoeste da Bahia. O crime ocorreu em 2 de abril de 2013 naquele município, nas imediações da fazenda Providência, em uma rodovia rural que liga a cidade ao Distrito de Palmeirinha. Segundo a denúncia, oferecida pelo promotor de Justiça Antônio Ferreira Leal Filho, a vítima foi atingida, numa emboscada, por diversos tiros de armas fogo disparados pelo proprietário rural Délcio Nunes Santos e pelo vaqueiro Ricardos Neves de Oliveira. Délcio e Ricardo teriam sido contratados para executar o líder do MST, ao preço de R$ 10 mil, pelo fazendeiro Welder Leonardo Gusmão Amaral, pelo comerciante Márcio Fabiano Cunha Borges e pelos vaqueiros Arenaldo Novais da Silva e Neuton Muniz da Silva. O promotor aponta que um dos motivos do crime de mando foi a atuação da vítima em prol da reforma agrária, o que prejudicava os “interesses dos denunciados”. A emboscada aconteceu por volta do meio-dia, na altura do KM 3 da rodovia, onde Délcio Nunes e Ricardos Neves emparelharam a moto em que estavam com o carro de Fábio Silva, para que Ricardo efetuasse os três primeiros disparos, fazendo que a vítima perdesse a direção do veículo e batesse numa cerca de arame farpado. Após o choque, Délcio e Ricardo desceram da moto e efetuaram os demais disparos contra a vítima. Fábio estava acompanhado da esposa e filha. *Blog do Pimenta

0 comentários:

Postar um comentário