sexta-feira, 28 de julho de 2017

Ipiauense Márcio Martins diz em entrevista que pretende ser presidente da FBF

Márcio foi entrevistado no "Papo Catiguria" que vai ao ar toda semana em um canal do youtube.
Advogado, radialista e presidente da Associação Baiana dos Cronistas Desportivos (ABCD) e empresário do ramo da comunicação, o ipiauense Marcio Márcio Martins foi entrevistado pelos apresentadores Pedro Sento Sé, Fábio Domingues e Cássio Cardoso, no programa "Papo Catiguria" que vai ao ar toda semana no youtube e, é um dos mais acessados na internet. Durante a entrevista Márcio Martins falou sobre tudo que conhece nos bastidores do futebol baiano, em especial sobre os grandes clubes do estado, Bahia e Vitória, além de sua pretensão de um dia ser o presidente da Federação Baiana de Futebol, (FBF), assunto que destrinchou com maestria quando foi perguntado sobre a possível candidatura ao cargo maior de mandatário do futebol no estado. “A federação é um caminho que eu acho que vou seguir, talvez não agora, talvez no futuro, ainda tenho 46 anos e posso esperar, porque na federação a eleição é algo diferente, os clubes e as ligas tem uma escolha e tão mantendo Ednaldo, então, cada um avalia o trabalho que ele vem fazendo de uma forma satisfatória pra quem vota pra quem não vota deve ser desfavorável, mas eu entendo que o futebol precisa ter alternância”.
“A federação é um caminho que eu acho que vou seguir", diz Márcio durante entrevista.
Residindo em Salvador desde 1990, quando deixou a cidade de Ipiaú, mesma época em que o presidente da FBF Ednaldo Rodrigues também chegou a capital e de lá pra cá Márcio Martins acompanhou a passagens de vários presidentes pela entidade. “Eu sei mais ou menos como funciona a questão eleitoral na federação e tenho que ter paciência, perseverança, mas não vou brigar pra ter isso, até porque não faz parte de minha vida como se fosse uma sangria desatada como se fosse a ultima coisa da minha vida, eu não vou chegar pra derrubar ninguém, mas é uma pretensão minha no futuro gerir a federação”, comentou Martins. Veja entrevista completa

0 comentários:

Postar um comentário