terça-feira, 25 de julho de 2017

Leur diz que queda em 60% no setor do turismo prova incompetência do governo baiano

Leur Lomanto Jr. é líder da oposição na AL-BA.
A redução em 60% no setor do turismo na Bahia, conforme noticiado pela imprensa baiana nessa segunda-feira (24/07) foi repercutida pela Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa da Bahia. O líder, deputado estadual Leur Lomanto Jr. (PMDB), disse que a queda no setor prova a incompetência do governo estadual na atração de investimentos para o turismo e na política de promoções para captar mais voos. Segundo o deputado, há muito tempo, os parlamentares têm alertado para o encolhimento do setor, consequência da falta de iniciativas do governo estadual. Dados oficiais da Junta Comercial da Bahia (Juceb) revelam que em 2015, primeiro ano do governo Rui Costa (PT), existiam 59 mil estabelecimentos turísticos, envolvendo hotéis e apart-hotéis, agências de viagens e operadores turísticos. Em janeiro deste ano o número caiu para 26 mil.


“Mais um dado que demonstra a ausência de estratégias do governo da Bahia para tornar o estado mais atrativo. Voltamos a lembrar que a Bahia perdeu muito com o fechamento do Centro de Convenções. Está nítida a falta de priorização em investimentos nesse setor que é um dos mais importantes para o dinamismo da economia do nosso estado. A perda é de mais de R$200 milhões por ano, em negócios com a falta de funcionamento do Centro de Convenções, que já chegou a realizar mais de mil eventos por ano e o que o governo tem feito para que a Bahia volte a ser destaque?", questionou. O deputado lembrou que setores já apontaram Pernambuco e Ceará, entre os que mais cresceram no turismo, na região Nordeste. Pernambuco se tornou o estado de maior destaque na movimentação de passageiros, entre os aeroportos das principais capitais do Nordeste, com liderança no ranking regional, segundo dados recentes do IBGE. A Bahia teve uma variação negativa de -1,5% no setor, no último período.

0 comentários:

Postar um comentário