segunda-feira, 24 de julho de 2017

Liedson demora em prestar depoimento e família de vítima protesta nas redes sociais

Viviane morreu no acidente envolvendo o ex-jogador Liedson, na semana passada.
A família de Viviane Magalhães, de 33 anos, morta em um acidente automobilístico envolvendo o ex-jogador Liedson em uma estrada que liga Valença à Praia de Guaibim (ver aqui), na região baixo sul da Bahia, no dia 18, recorreu às redes sociais para pedir celeridade na investigação do caso. À época, testemunhas relataram que a mulher que conduzia o veículo Ford Ka, acompanhada do marido, foi a responsável pela colisão contra o carro do ex-jogador, com passagens por Flamengo e Corinthians. Prima da vítima, Paloma Magalhães usou seu perfil no Facebook para clamar por justiça. "Somos da família de Viviane Magalhães, uma jovem que foi morta na tragédia envolvendo o ex- jogador Liedson. Estamos chocados com a falta de justiça e verdade no decorrer das investigações desse acidente. Até a presente data, Liedson não prestou depoimento, assim como a perícia dos carros e da frenagem da pista não foram realizadas", escreveu na rede social. Procurada pela reportagem do Bocão News, ela contou que o marido de Viviane está abalado e demonstra confusão ao lembrar do ocorrido. "Tem flashes do acidente", disse. 
Até o meio-dia dessa segunda-feira, Liedson ainda não tinha comparecido à delegacia.
Segundo Adriano Magalhães, primo de Viviane, o mesmo rigor aplicado pela polícia ao marido da vítima não é direcionado ao ex-jogador. "Eu vim trazer um atestado médico na delegacia (nesta manhã), porque ele está sem condições nenhuma de prestar depoimento. Só que eles estavam mandando uma intimação atrás da outra. O que eles deveriam estar fazendo com o Liedson, está sendo feito com o esposo da Viviane", reclamou. Conforme afirmou ao Bocão News, ao contrário do que foi noticiado no dia do acidente, Viviane não foi a responsável pela colisão.  Alegando estar abalado e não ter condições de prestar esclarecimentos, Liedson chegou a afirma que iria à delegacia no sábado (22), o que segundo a família da vítima não aconteceu. O ex-jogador teria mais uma vez se comprometido em comparecer à delegacia nesta segunda-feira (24), o que aconteceu por volta das 12h. Liedson mora atualmente em Valença e estava acompanhado da esposa durante o ocorrido. 

0 comentários:

Postar um comentário