quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Bahia: Padrasto confessa ter matado enteado de 9 anos por acidente

O homem foi preso quando os investigadores foram até o local do crime para apuração.
O padrasto da criança de 9 anos que foi encontrada morta nesta quarta-feira (23) em Cachoeirinha, na zona rural de Barra de Pojuca, em Camaçari, confessou ter cometido o crime por acidente. O homem foi preso quando os investigadores foram até o local do crime para apuração. Conforme a polícia, ao ser ouvido pela delegada,  Charles de Jesus Santos acabou confessando que atirou em Guilherme Santos da Silva, mas que o disparo foi acidental. O suspeito disse ainda que foi a um sítio na localidade, onde de costume ele colhia frutas com o enteado e por conhecer o caseiro do sítio, o padrasto do menino resolveu entrar na casa, viu uma arma espingarda calibre 12 e começou a manuseá-la. Na ocasião, a arma disparou e atingiu o garoto na nuca. O caseiro do sítio ainda não foi encontrado para esclarecimentos. Investigações iniciais apontam que ele teria fugido pois, populares cogitaram que ele teria sido o autor do disparo e com medo, ele preferiu deixar o local. Contudo, após a autoria do caso esclarecida, ele ainda não foi encontrado para ser ouvido. Leia mais no CORREIO

0 comentários:

Postar um comentário