terça-feira, 15 de agosto de 2017

Bahia quer voltar ao topo da produção de cacau no país

A possível instalação do programa Cocoa Action é um dos caminhos para se chegar ao objetivo.
"Queremos retomar o posto de maior produtor de cacau”. A afirmação é do secretário estadual de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues. Para ele, .a possível instalação do programa Cocoa Action na Bahia é um dos caminhos para se chegar ao objetivo. Na última semana, o programa da Fundação Mundial do Cacau (WCF ) foi apresentado aos representantes das secretarias de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado, de Desenvolvimento Rural e de Desenvolvimento Econômico, bem como do Instituto Biofábrica. Uma equipe veio colher informações com todos os atores da cadeia produtiva do cacau para apresentá-las ao conselho da WFC. A Fundação Mundial decidirá em outubro sobre a implementação do “Cocoa Action” no Brasil. A expectativa é de que a Bahia seja a central para toda a América Latina.


Produção e renda
O "Cocoa Action" prevê o cultivo de cacau de alta qualidade e opera em três pilares principais. O primeiro deles é melhoria da produção, abordando questões como práticas agrícolas e rejuvenescimento de plantações. O programa também busca capacitar as mulheres e eliminar o trabalho infantil. Além disso, visa à melhoria do cacau produzido, o que abrange a certificação e a construção de relacionamentos de longo prazo na cadeia de suprimentos. O aumento da produtividade e, consequentemente, o crescimento da renda familiar do produtor em até 80% estão entre os objetivos. O vice-presidente de programas da WCF, Paul. F. Macek, aponta como exemplo de sucesso os resultados obtidos com o programa na África, iniciado em quatro países do Golfo da Guiné (Camarões, Gana, Nigéria e Costa do Marfim).
Fonte: Mercado do Cacau

0 comentários:

Postar um comentário